Follow by Email

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Sentido


"Sentido tem a ver com caminho, viagem e direcção - nas estradas, por exemplo, encontramos placas em seta a indicar o caminho e a direcção para alcançar uma meta, um objectivo, um destino. Qual é então o caminho e o sentido da existência humana? O que move a minha vida?
O Homem vem ao mundo por fazer e quer queira quer não tem essa tarefa constitutiva: fazer-se a si mesmo. E tanto podemos fazer de nós uma obra de arte como fracassar.
Einstein constatou que quem sente a vida vazia de sentido não é feliz e sobrevive mal. O Homem não pode viver sem sentido. Aliás, a existência humana está baseada na convicção do sentido. A sua própria negação ainda o afirma. No limite, não é possível o "suicídio lógico", pois quem pegasse numa arma para suicidar-se, porque tudo é absurdo, negaria o absurdo e afirmaria o sentido.
O famoso psiquiatra Viktor Frankl, fundador da logoterapia, mostrou, a partir dos estudos que realizou com base na sua terrível experiência nos campos de concentração nazis, que a exigência mais radical do ser humano é o sentido, razões para viver. Contra Freud e Adler, no mais fundo de nós, mais do que a exigência de prazer e de poder está a vontade de sentido.
Nos campos de concentração, verificou que sobreviviam mais aqueles que ainda tinham um sentido para a existência: reencontrar a família, realizar uma obra, lutar para que nunca mais acontecesse o intolerável. O que significa que o sentido não está em nós, mas fora. Se estivesse em nós, não se colocaria a questão, pois estaria sempre presente. O sentido está no encontro com o mundo e com os outros: é saindo de si que o Homem vem a si. Dá um exemplo: quando se começa a ver pequenas manchas à frente do olho, é bom ir ao médico, pois está doente: o olho é intencional, isto é, não foi feito para se ver a si mesmo, mas o que não é ele. Paradoxalmente, só saindo de si é que o Homem encontra sentido. É o amor que dá sentido. Por isso, sente a vida como tendo sentido quem vê a sua existência reconhecida. A nossa vida não tem sentido, quando não vale para ninguém." 

Anselmo Borges


3 comentários:

  1. Muito bom este texto! " só saindo de si mesmo é que o homem encontra sentido"; se assim não fosse o ser humano poderia viver isolado e sabemos que só em sociedade sobrevive; viver em sociedade é contribuir para o bem comum, é saír de dentro de si, é doar-se aos outros de alguma forma; com a função que cada um tem na sociedade, por mais insignificante que pareça, está a ser uma parte activa e importante no meio onde está inserido, está a contribuir para o seu desenvolvimento, está a fazer a sua parte, está a dar sentido à sua vida. O olho de facto foi feito para olhar, para enxergar e não exclusivamente para ver; considero que enxergar é ver com os olhos do coração, é sentir o que se passa à nossa volta, é " ver com olhos de ver"; enxergando o que se passa ao nosso redor com certeza nos aperceberemos do que temos a fazer para melhor nos doarmos aos outros e ao mundo; estaremos assim a dar sentido à nossa vida. Não é preciso realizar grandes feitos para que a nossa vida tenha sentido; é preciso que cumparamos o nosso dever dando sempre o nosso melhor nas acções que realizamos a cada dia, por mais pequenas que nos pareçam ser.Dando o nosso melhor, a vida tem sempre sentido!
    Vi nos comentários ao Post da Hermínia que a Teresa gosta muito da palavra Tempo; também gosto! Gostaria que lesse, no Começar de Novo um texto muito interessante, extraído do livro A minha Palavra Favorita de Jorge Reis Sá, O TEMPO. Encontrá-lo-á no dia 2 de Março de 2010. Espero que encontre! Vai gostar de certeza! Um beijinho
    Emília

    ResponderExcluir
  2. «Tempo. Sou fascinada pelo Tempo. Pelo poder que o Tempo tem de curar, regenerar, destruir, construir, fazer esquecer, trazer de volta, resgatar. Resgatar sentimentos, memórias, recordações, momentos, toques, palavras, músicas, cheiros e texturas. O Tempo aniquila, une, reúne, faz-nos andar em frente, para trás, tantas vezes para o lado, em linhas ínvias, por atalhos, quantas vezes de formas nebulosas com compassos irregulares. O Tempo-regido por Saturno, o «Senhor do Tempo»- obriga-nos a parar para pensar, reflectir, ponderar. Esperar.Obriga-nos a esperar. E esta é para mim, a implicação mais difícil de todas as «capacidades» do Tempo. O Tempo que é aliado da confiança e da amizade."

    Maravilha Emília. Muito, muito obrigada por mais esta partilha e por este tempo que nos dedica e nos faz "enxergar" cada vez melhor este lindo mundo que nos rodeia. Um feliz fim de semana!

    ResponderExcluir
  3. Sentido... caminho, direcção...
    Sentido... emoção...
    Sentido... interiorização, exteriorização
    Sentido... procura, descoberta... escolha...
    Consciencialização.

    Abraço forte... muito forte
    Isabel

    ResponderExcluir