Follow by Email

segunda-feira, 7 de março de 2011

BOA SEMANA!

"Uma força é tanto mais eficiente quanto mais silenciosa e subtil for. O amor é a mais subtil das forças no mundo."
Mahatma Gandhi

 

 "Um dia, um pensador indiano fez a seguinte pergunta aos seus
discípulos:

"Por que é que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?"
"Gritamos porque perdemos a calma", disse um deles.
"Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao seu lado?"
Questionou novamente o pensador.

"Bem, gritamos porque desejamos que a outra pessoa nos ouça", retrucou
outro discípulo.

E o mestre volta a perguntar:
"Então não é possível falar-lhe em voz baixa?" Várias outras respostas
surgiram, mas nenhuma convenceu o pensador.

Então ele esclareceu:
"Vocês sabem por que se grita com uma pessoa quando se está
aborrecido?" O facto é que, quando duas pessoas estão aborrecidas, os
seus corações afastam-se muito. Para cobrir esta distância precisam
gritar para poderem escutar-se mutuamente.

Quanto mais aborrecidas estiverem, mais forte terão que gritar para se ouvirem um ao outro, através da grande distância.
Por outro lado, o que sucede quando duas pessoas estão apaixonadas? Elas não gritam. Falam suavemente.
E por quê? Porque os seus corações estão muito perto.
A distância entre elas é pequena.
Às vezes os seus corações estão tão próximos,
que nem falam, somente sussurram.

E quando o amor é mais intenso, não necessitam sequer de sussurrar, apenas se olham, e basta. Os seus corações entendem-se.
É isso que acontece quando duas pessoas que se amam estão próximas."

Por fim, o pensador conclui, dizendo:
"Quando vocês discutirem, não deixem que os vossos corações se
afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará um
dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho
de volta".

Mahatma Gandhi

8 comentários:

  1. Duma pessoa bem "alta": obrigada por esta linda mensagem!
    Pensarei 3 vezes antes de elevar a minha voz novamente.
    E os meus filhotes também vos agradecem!!!

    ResponderExcluir
  2. Gandhi e Madre Teresa de Calcutá são os lideres que mais admiro; os dois se preocuparam com o ser humano, independentemente das raças,cores ou credos. Ele queria a paz, aquela conseguida sem violência, sem guerras, sem que um único ser humano fosse morto em nome da paz; ele mesmo foi vítima dessa violência; a Madre Teresa, a santa de todas as religiões, a santa dos ghetos, a protetora dos mais pobres entre os pobres deu o melhor de si pelos seres mais desfavorecidos e pedia por eles incansávelmente, fosse ao papa, aos reis aos politicos; só lhe interessava a defesa dos mais desfavorecidos.Quanto ao texto, já conhecia, mas nunca é demais relê-lo. Os homens gritam, porque andam revoltados, afastados dos seus semelhantes; parece que querem que a sua voz de revolta se ouça no universo inteiro; falta-lhes paz no seu coração e, se não a teem, não a podem distribuir pelos outros. Se estivermos próximos dos nossos semelhante, de coração aberto, nem precisamos falar e muito menos gritar; só a presença, o olhar e um sorriso bastam para que transmitamos aos outros a paz que existe dentro de nós. Precisamos da mudança em nossos corações, nas nossas atitudes, para que possamos coloborar para um mundo melhor. Muito obrigada por me terem dado a chance de lembrar destes dois líderes que tanto aprecio. Um beijinho e uma boa semana
    Emília

    ResponderExcluir
  3. Sónia e Emília
    Estava um pouco em dúvida em colocar este texto por saber que ele já circulou muito via email, mas como diz, Emília, nunca é demais relê-lo e lembrar o quanto o nosso "gritar" ilustra e é consequência do nosso afastamento do outro. Com dizes Sónia (e eu também sou de elevar a voz) faz-nos pensar três vezes antes de o fazer. E os nossos próximos agradecem :)
    Um feriado de paz para vocês, amigas!

    ResponderExcluir
  4. Quanto a falar alto, aqui tem mais uma que eleva muito a voz; não é por andar distante dos que me são queridos, mas eles também agradeceriam imenso se eu aprendesse a falar mais baixinho. Vou tentar!!! Beijos e boa semana para todas.
    Emília

    ResponderExcluir
  5. Tão bonito e tão rico este post!
    Ah o Amor... esse amor universal que pretendemos, esse amor pessoal que aprendemos, esse amor onde tudo cabe e tanto sabe!
    Muito importante este post, repito... e incríveis as palavras de Gandhi!...
    abraço apertado, com amor, porque não?
    Sempre
    Isabel

    ResponderExcluir
  6. "Não podemos fazer grandes coisas. Apenas pequenas coisas com grande amor."

    Muito obrigada, Isabel, sempre.

    ResponderExcluir
  7. Amigas:
    Nem imaginam as vezes que repeti e repito isto na minha vida...
    Bom fim de semana a todas!
    Marta M

    ResponderExcluir
  8. E sei o quanto és silenciosa, amiga... Boa semana para ti com muita energia para a mudança que quere(mo)s ver no mundo.

    Teresa

    ResponderExcluir