Follow by Email

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Por uma mudança em 2011

“Durante um mês lê, ouve, faz tudo o que for positivo, presta atenção àquilo que dizes, corrige-te sempre que caíres na tentação de pensar ou falar algo negativo e no final desta experiência perceberás que ocorreram muitas mudanças positivas na tua vida.”
Robert Holden

Vivemos num país, numa cultura, em que parece que a crítica se tornou um modo de viver: Julgar tudo e todos é quase automático.
O julgamento implica, à partida, fazer uma distinção: Identificar aquilo que sou e aquilo que é o outro, aquilo que nos é semelhante e aquilo que nos distingue. Julgar o outro é julgar-se a si mesmo.  É mais fácil condenar o outro do que reconhecer que podemos comportar-nos como ele - punirmo-nos, por procuração, dos nossos desejos interditos. Se entendermos o julgamento como a parte sombra que grita e chora em nós, o nosso ego ávido de reconhecimento, iniciaremos um novo caminho, sem dúvida, mais bonito nas nossas vidas.
A nossa proposta para este novo ano que vai começar é a de nos libertarmos de formas de julgamento que poluam o olhar sobre o outro e sobre nós mesmos. Fazer silêncio em nós para nos tornarmos mais disponíveis aos outros. Substituir a nossa reacção automatizada para a crítica por uma paragem que nos leve à compreensão e aceitação. Unificar-nos. Pacificarmos a nossa mente e o nosso coração. Em vez de nos focalizarmos na crítica, focalizar-nos em tudo aquilo que temos para agradecer.
Que o ano que vai nascer nos traga, na novidade de cada dia, a cor da gratidão.
FELIZ 2011!

10 comentários:

  1. Muito bom o texto, interessante o video. O que mais gostei foi: " queixarmo-nos tornou-se uma pandemia" Muitas vezes aqui em casa falamos disso. Hoje em dia, com a liberdade que felizmente se alcançou o povo passa a vida a queixar-se; hoje queixam-se de tudo e por tudo; nunca ouvi ninguém agradecer que, apesar dos pesares, vivemos muito melhor que os nossos pais, as escolas têm muito mais conforto que tinham, por exemplo as minhas; há merenda na escola, há comida para as crianças pobres durante as férias e...ficaria aqui a noite toda a enumerar os benefícios que temos; os transportes, as estradas, na saúde etc,etc. Vou só enumerar um caso para exemplificar; eu tenho 58 anos; quando fui fazer o antigo 1º ano do Liceu, hoje o 5º eu tive que ficar hospedada na Póvoa de Varzim, porque não havia transportes para a minha terra, a meia hora de distância; tinha eu 10 anos e tive de ficar fora de casa.Hoje e já há muitos anos isso não acontece. Está certo que temos muita coisa errada, mas à mais pequenina coisa o povo vai para as ruas reclamar e nunca vi ninguém ir falar das coisas boas. Com o passar dos anos e com a maturidade que esses anos me deram aprendi a criticar menos os outros e sinto-me bem; sou muito mais assertiva; penso muito nas minhas atitudes quando me sinto impulsionada a criticar esta ou aquela pessoa, é um aprendizado diário, mas que vale a pena. Temos que tentar conhecermo-nos bem, pois só assim evitaremos as criticas aos outros. Muitas vezes fazemos isso e depois dámo-nos conta de que somos e agimos precisamente da mesma foram. Um beijinho e vamos lá...manter a esperança de que a cada dia melhoremos neste aspecto.
    Emília

    ResponderExcluir
  2. Muito, muito importante quer o texto, quer o vídeo.
    De facto há coisas que sabemos teoricamente e em que julgamos acreditar... há propósitos que queremos por em prática...
    ...mas é difícil...,o trabalho de consciencialização, a perseverança... a mudança em si...
    Mas é fantástica esta reflexão aqui.
    Proposta, desafio?... apetece-me dizer que sinto este post como um convite... gentil, sábio, preocupado, interessado e cheio amor e compaixão para com o próximo... um convite que desejo aceitar! Um convite a que estendo a mão, na certeza de receber a ajuda que, quem o faz, está pronta a dar.
    A esse convite que aceito, com a humildade de quem sabe que necessita ajuda, a minha profunda gratidão!
    A todos, também, um final de ano feliz e um 2011 cheio de amor, gratidão e paz! Comecemos já!
    Obrigada, do fundo do coração!
    Isabel

    ResponderExcluir
  3. Adorar julgar o próximo é uma das milhares de coisas ruins que devemos nos afastar. Metas para 2011, tornar-se uma pessoa melhor. Para começarmos a prosperar.

    ResponderExcluir
  4. Bonito texto. Gostei de ler o seu pensamento. Concordo e partilho.
    Um grande abraço, minha desconhecida.
    Um bom Ano Novo carregado de esperança num amanhã melhor.

    ResponderExcluir
  5. Houve um estudo que demonstrou que, se fizermos algo todos os dias durante 3 semanas (21 dias), essa rotina torna-se uma parte integrante da nossa vida e entra no nosso modo automático - como quando vamos para casa e quase desligamos porque o corpo já sabe o caminho.
    É uma óptima ideia para levar a cabo em 2011, até porque, como diz o ditado popular "Comer e ralhar é só começar" e, infelizmente, eu sou boa nas duas... :-(
    Quanto à gratidão por tudo o que temos na vida, absorvi esse conceito da Oprah (www.oprah.com) e, como recebo regularmente a "spirit newsletter", não o deixo fugir.
    Por isso agradeço a vossa caminhada para aumentar o optimismo geral e desejo-vos tudo de bom e um óptimo 2011!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, pela visita ao meu canteiro, Teresa. Deixou lá ficar esquecido um lenço muito perfumadinho com cheiro a alecrim, vim devolver-lho. Aproveitei, porque homem cavalheiro que se preza é assim, e trouxe-lhe uma rosa vermelha...(eu sei que gosta).
    Mais ainda, aproveito para lhe dizer, porque o seu a seu dono, que o poema que elogiou e julgou meu...não é. Quem o escreveu foi o Jorge Neves uma meu amigo que faz o favor de me visitar todos os dias. Deixe lá, não fique triste, vou deixar-lhe um relativamente fresquinho, este sim é mesmo meu...saído de cá de dentro, do âmago, da alma. Espero que goste:
    http://questoesnacionais.blogspot.com/2010/12/poema-para-um-amigo.html

    Obrigada, ilustre desconhecida...Teresa.

    ResponderExcluir
  7. Amigos
    A todos vós queremos agradecer o tanto que nos têm dado e que tornou 2010 um ano bem mais bonito de se viver:
    A si Emília, a sua companhia sempre tão presente, as suas palavras que sempre nos enriquecem e testemunhos como este que só por si nos fazem sentir que valeu ter feito nascer este blogue; a si Isabel que torna tudo tão bonito e se inscreveu nos nossos corações; a vós Lari e Luís que nos deram a alegria da vossa visita neste final de ano e a si Sónia que nos contagia com o seu bom humor e nos fez terminar o dia com boas risadas (adorámos este "até porque, como diz o ditado popular "Comer e ralhar é só começar" e, infelizmente, eu sou boa nas duas... :-().
    Como o futuro é o tecido do presente, acreditamos no maravilhoso do amanhã na vossa companhia. Uma imensadão de amanhãs coloridos a rechearem o novo ano, é o que vos desejamos.

    ResponderExcluir
  8. Obrigada Teresa, Alexandra e Rita e um grande bem-hajam!

    P.S.: Ainda bem que vos fiz sorrir! :-)

    ResponderExcluir
  9. " ter feito nascer este blog" foi uma lufada de positividade na minha vida, podem acreditar. Numa época em que só se fala de crise, de guerra, de crimes, é muito bom, antes de deitar, vir aqui e ler que afinal a vida pode ser vista por outro prisma. É preciso tentar todos os dia, prometer a nós mesmos, ao acordar que veremos através da janela o sol a brilhar lá fora; é preciso construir o optimismo quando ele não existe e para isso nasceu o optimismo em construção que com muita sabedoria nos vai encorajando a prosseguir nessa tarefa nem sempre fácil. O meu muito obrigada pelo carinho e pela ajuda que, sem o saberem, me têm dado. Continuarei aqui presente sempre, enquanto o vosso Optimismo durar. Um maravilhoso 2011 carregadinho de saúde, optimismo e esperança. Beijinhos
    Emília

    ResponderExcluir
  10. Muito Obrigada ao "Optimismo em Construção", pela ajuda que presta nas reflexões necessárias para MUDAR de forma positiva, para continuarmos a acreditar que vale a pena acreditar nos outros, na vida, em nós próprios e no desenvolvimento e crescimento globais que cada vez maior número de pessoas desejam e procuram conseguir, quer para si próprias, quer para este mundo que é feito de todos e por todos nós!
    Um feliz ano 2011, cheio de inspiração, saber e vontade de continuar aqui a percorrer esta caminhada que, mesmo sendo a de cada um de nós, feita em companhia, se torna mais rica e nos impulsiona de certeza para bem mais longe!
    Bem hajam e obrigada!
    Tenham um bom coração!
    Isabel

    ResponderExcluir