Follow by Email

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Ao nosso amigo José Ferreira

O optimismo também se constrói sobre perdas e ausências. Sobre elas há que reavivar memórias e replantá-las no presente para as ir colhendo no futuro.
O nosso amigo e colega José Ferreira morreu hoje.
Que o vazio seja preenchido pelo seu sorriso e pelos bons momentos que nos deixou…até sempre.

“ Devia morrer-se de outra maneira.
Transformarmo-nos em fumo, por exemplo.
Ou em nuvens.
Quando nos sentíssemos cansados, fartos do mesmo sol
A fingir de novo todas as manhãs, convocaríamos
Os amigos mais íntimos com um cartão de convite
Para o ritual do Grande Desfazer: “Fulano tal comunica
A V.Exa que vai transformar-se em nuvem hoje
Às 9 horas. Traje de passeio.”
E então, solenemente, olhos de lua de cerimónia, viríamos todos assistir
À despedida.
Apertos de mãos quentes. Ternura de calafrio.
“Adeus! Adeus!”
E pouco a pouco, devagarinho, sem sofrimento,
Numa lassidão de arrancar raízes…
(primeiro, os olhos…em seguida, os lábios…depois os cabelos…)
A carne em vez de apodrecer, começaria a transfigurar-se
Em fumo…tão leve…tão subtil…tão pólen…
Como aquela nuvem além (vêem?) - nesta tarde de Outono
Ainda tocada por um vento de lábios azuis…”

José Gomes Ferreira

5 comentários:

  1. Acho que há muito tempo não lia algo tão profundamente inspirador e poético...
    ...quando morrer, gostava que me pudesse acontecer assim...
    Obrigada pela partilha deste momento, que, sendo triste, se tornou tão profundamente leve, sereno e belo!
    um abraço bem, bem apertado e profundamente Amigo
    Sempre,
    Isabel

    ResponderExcluir
  2. Olá Alexandra, Rita e Teresa
    Que não sejam as prendas os motivos de um feliz Natal, mas os bons sentimentos e a presença de quem é importante. E que o Natal possa também servir para uma reflexão no sentido de uma mudança em 2011, para que nos tornemos progressivamente mais sustentáveis no nosso dia a dia, para com a natureza e para com os outros. Feliz Natal e um ano novo de 2011 cheio de saúde, alegria, amizade e solidariedade! E muito optimismo também!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Queridas amigas

    O que falar diante da morte?
    O que escutar diante da ausência?
    Não sei,
    e tenho certeza que jamais saberei.


    Hoje a minha visita
    é também para agradecer.
    Cada visita de vocês ao meu espaço
    de sentimentos,
    inspira alegrias em
    minha vida,
    e leva o que de melhor
    existe em mim.

    Suas amizades são preciosas
    em minha vida,
    e a de continuarem a ser
    neste novo ano
    que está a nascer.

    ResponderExcluir
  4. Muito, muito obrigada pelas vossas palavras, pelo vosso afecto, pelo vosso acolhimento.

    ResponderExcluir