Follow by Email

sexta-feira, 13 de abril de 2012

O Qi, Martin Luther King e a Força dos Sonhos


As principais correntes do pensamento antigo chinês concordam na descrição de um princípio cósmico fundamental de que todo o Universo depende – o Qi (pronuncia-se “tchi”). O Qi primordial pode ser definido como o sopro vital do cosmos. Cada um está ligado a tudo o que existe, porque animado pelo mesmo sopro.
O domínio do Qi enquanto força secreta é feito por uma relação correcta entre o Qi individual e o do Cosmos. Dominar o sopro primordial permite ligar-se à terra e comunicar com todo o Universo.
A relação correcta entre o Qi individual e o do Cosmos revela-se no facto de que quanto mais elevados e menos egoístas forem os nossos ideais, mais o Universo conspira a favor da sua concretização. Se a nossa meta de crescer e prosperar é capaz de gerar crescimento e prosperidade para outros começamos a ganhar cooperação, até de forma inesperada.
Martin Luther King não corria atrás de status, fama ou glória, apenas perseguia aquilo em que acreditava. Transformou a sua raiva em capacidade de lutar, a sua indignação em ideais, o seu sofrimento em sonhos. O seu exemplo ainda hoje inspira milhões de pessoas a lutarem pela igualdade e liberdade.
É possível ir sempre mais além. À medida que elaboramos visões de futuro em sintonia com o Universo, rumamos em direcção à felicidade. Aprendamos a dar o primeiro passo, ousando sonhar.

2 comentários:

  1. Muito verdade Teresa!Efectivamente se os nossos objectivos forem essencialmente para a comunidade em detrimento de nós próprios o Universo acaba por conspirar a nosso favor :)

    Beijinhos Teresa
    Grata por esta partilha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E creio que todos podemos experienciar esta sintonia dos nossos desejos com o Universo: É de facto maravilhoso constatar o quanto ele conspira a nosso favor e sentirmos que podemos realizar aquilo que almejamos. Obrigada, Ana. Bjs

      Excluir