Follow by Email

sábado, 24 de março de 2012

Encontros

“Cada pessoa que passa na nossa vida passa sozinha, porque cada uma é única e nenhuma substitui a outra.
            Cada pessoa que passa pela nossa vida não nos deixa sós, porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós.
            Essa é a mais bela responsabilidade da vida e a prova de que não nos encontramos por acaso.”
Charles Chaplin
 

A nossa vida é feita de encontros, alguns absolutamente transformadores. Nem sempre, porém, nos damos conta da sua importância no momento em que ocorrem. Só mais tarde revelam, na nossa consciência, a sua profunda marca: Uma presença verdadeira num determinado momento da nossa vida, um gesto simples na hora certa, o silêncio partilhado num momento difícil, um sorriso a romper as nuvens e fazer clarear o sol no nosso coração…
Todos, sem excepção, vamos sendo marcados por pessoas que ficam gravadas na nossa memória.
O caminho que nos leva aos outros é construído por nós: Somos os responsáveis pela frequência, intensidade e qualidade dos nossos encontros. Moldados por uns e “acordados” por outros, a dimensão dos encontros vai aumentando à medida do progressivo contacto connosco próprios, da nossa abertura interior para o que nos rodeia. Um caminho de maturidade, experiência, aprendizagem, consciência, compreensão e liberdade.

11 comentários:

  1. Lindo e muito verdadeiro!
    Não conhecia essa mensagem de Chaplin, por isso já daqui vou mais rica, como sempre!!!

    Beijinhos e muito boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O enriquecimento é mútuo, Sónia: Não conhecia a história do Luizinho e foi um gosto lê-la aqui. Obrigada pela tua companhia agora mais assídua, mas creio que por um motivo não muito agradável, certo? Não sabia que estavas de molho e tu não deves ser muito dada a ficar parada. Por outro lado, se calhar estavas a precisar de uma paragem e, de certeza, tirarás o máximo partido dela. Beijinho grande e fica boa depressa

      Excluir
    2. Sabes Teresa, eu sou uma gaja MUITO preguiçosa, mas isto até para mim é demais!!! ;-)

      Mas vai dando para colocar coisas em dia que ainda não tinha dado, o que é uma grande benesse!

      Beijinhos grandes e obrigada pelo carinho! :-)

      Excluir
  2. E um encontro vamos ter nós, Teresa. Com certeza virei mais rica, pois vou conhecer uma das minhas primeiras seguidoras, a Joana que está comigo desde que criei o Começar de Novo. E depois vou conhecer uma outra pessoa que me tem dado muito com as mensagens publicadas no Optimismo em Construção; só o nome já ajuda, pois nem sempre sou optimista. E já agora aproveito para convidar a Sonia. Será que ela não quer dar uma volta no Parque das Nações e conhecer as ditas cujas Hermínia e Emília? Que diz Sonia??? Será, se não houver nenhum contratempo, na próxima Quinta. Vá lá, Sonia...faça um esforço!!! Beijinhos para as duas.
    Emília

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh Emília, isso seria fantástico! :-)
      Contudo, estou em período de recuperação após uma cirurgia (nada de mais, não te preocupes!) e, até meados de Maio, estou fora de circulação. :-S

      MAs espero que o vosso encontro seja fabuloso e fico à espera de ver fotos dele, quanto mais não seja só da vista, para me imaginar lá também!!!
      Beijinhos para todas e boa conversa!!! ;-D

      Excluir
    2. Mas que pena, Sonia! Fica para a próxima, pois com certeza marcaremos outro. Agora o que interessa é que fiques boa para que comeces a circular. Espero que não tenha sido nada de grave e que recuperes bem. Beijinhos e obrigada pela resposta.
      Emília

      Espero que a Teresa não se zangue por estarmos aqui a usar e abusar do espaço dela; sou mesmo uma abusada!!!!

      Excluir
    3. Pode abusar à vontade, Emília. É muito bom sentir este espaço como um imenso encontro e é isso que nos faz sentir. Um grande abraço

      Excluir
  3. Sabiam que milhões de euros dos nossos impostos são usados para apoiar a tauromaquia?

    E que nos Açores foram mais de dois milhões nos últimos anos?
    "Cada pessoa que passa pela nossa vida não nos deixa sós, porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós".
    Sem dúvida, é esta troca de "energias", amor, que nos faz viver mais ou menos felizes.

    E agora...tb eu vou abusar!

    Assinem e divulguem a Petição pelo fim do financiamento ás touradas com dinheiro público. Toda o apoio é necessário.

    http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N22530

    Obrigada e desculpa-me a "invasão", é que a melhor distribuição do dinheiro público (ou não) e fim desta (e de todas) violência, fazem parte de um maior equilíbrio no mundo.

    E agora, mais um "presentinho" musical:

    http://www.youtube.com/watch?v=KbPWi1gshzI&feature=related

    É inspirador o que se passa por aqui. É mesmo o Optimismo em Construção...

    beijinhos a todas/os

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca achei piada às touradas e nunca vi nenhuma, nem p+ela televisão. Acho um autêntico disparate e uma cobardia do ser humano...lutar em cima de um cavalo contra um animal. Assinarei, sim! Beijinhos
      Emília

      Excluir
  4. "Cada pessoa que passa pela nossa vida não nos deixa sós, porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós".
    Sem dúvida, é esta troca de "energias", amor, que nos faz viver mais ou menos felizes.

    E agora...tb eu vou abusar!

    Assinem e divulguem a Petição pelo fim do financiamento ás touradas com dinheiro público. Toda o apoio é necessário.

    http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N22530

    Obrigada e desculpa-me a "invasão", é que a melhor distribuição do dinheiro público (ou não) e fim desta (e de todas) violência, fazem parte de um maior equilíbrio no mundo.

    E agora, mais um "presentinho" musical:

    http://www.youtube.com/watch?v=KbPWi1gshzI&feature=related

    É inspirador o que se passa por aqui. É mesmo o Optimismo em Construção...

    beijinhos a todas/os

    Ocorreu um erro no meu comentário de cima. Era assim que devia ter sido.

    ResponderExcluir
  5. Nesta troca deixo, então, um texto de Paulo Borges. Obrigada aNaTureza! Um abraço grato
    «E porque é que o “touro bravo” é uma “fera negra, símbolo da morte e do medo”? Não serão antes o toureiro e todos os aficionados que aplaudem o espectáculo da dor que são temíveis e negros símbolos – embora muitas vezes inconscientes - do pior que a humanidade traz em si?

    (...) eu pergunto se a evolução dos costumes não nos oferece outras formas, mais nobres, de fazer a catarse das paixões e vencer o medo, sem fazer sofrer ninguém?

    Não há hoje formas superiores de heroísmo, como dedicar-se às grandes causas de defesa dos homens, dos animais e da natureza? Não é isso mais benéfico, útil e urgente do que a religião cruel das touradas, anacrónica persistência dos arcaicos sacrifícios sangrentos?

    Defendem-se os animais criando-os para os torturar? O toiro bravo tem de ser torturado numa arena para continuar a existir e com ele os montados?

    (...) triste identidade e triste país que depende de manter tradições eticamente inadmissíveis para subsistir!

    (...) Portugal será muito mais motivo de orgulho para os portugueses, e muito mais respeitado internacionalmente, quando, após ser pioneiro na abolição da pena de morte, abolir as touradas e todas as formas de sofrimento animal. Portugal não desaparecerá, mas será um outro Portugal, que manterá na sua riquíssima tradição e cultura tudo o que for ético, relegando para os museus do passado a não repetir tudo o que hoje nos envergonha, como autos-de-fé, esclavagismo, perseguições político-religiosas e touradas. »

    ResponderExcluir